Notícias & Negócios > Energia solar e eólica receberá crédito bilionário.

O crédito a ser divulgado pelo BNDES será para pessoas física e empresas.

energia solar e energia eólica

 


O BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social lançará nesta quinta-feira (27/09/2018) um programa de fomento à geração de energia solar e eólica, disse à Reuters uma fonte próxima às discussões, em um programa com recursos “bilionários” para empresas e pessoas físicas.

O anúncio vem em meio a uma busca do presidente Michel Temer por uma agenda positiva às vésperas da eleição de 7 de outubro.

O presidente inclusive deverá participar do lançamento do programa no BNDES, adicionou a fonte, que falou sob a condição de anonimato.


O anúncio do banco deverá envolver duas linhas de crédito para energia solar e eólica, com uma delas voltada a financiar a compra de equipamentos de geração renovável por parte de pessoas físicas e microempresas e outra linha para empresas maiores.


“Serão valores significativos e robustos”, afirmou a fonte, sem abrir os números.

“Serão linhas com condições favoráveis a ponto de estimular a geração renovável. A linha para pessoas físicas e microempresas terá juros menores.”

Uma segunda fonte com conhecimento das conversas afirmou que os recursos para a linha voltada a micro e pequenas empresas virão do Fundo Clima, enquanto a linha voltada a empresas maiores usará recursos do programa Finame, de financiamento de máquinas e equipamentos. “O Finame para esse programa será na casa de bilhões (de reais)”, disse.


O movimento do BNDES e do governo acontece em meio a um expressivo crescimento no Brasil dos investimentos de empresas e pessoas físicas em pequenas instalações para produção da própria energia, principalmente com painéis solares, uma tecnologia conhecida no setor como geração distribuída.

Fonte: O Petróleo

Publicidade